Em viagem apostólica na África, o santo padre, Papa francisco visitou nesta manhã o Mosteiro das Carmelitas Descalças de Antananarivo em Madagascar. Como recordação, presenteou o Mosteiro uma imagem em bronze de “Nossa Senhora da Pureza”.

Rezou a Hora Terceira na capela do Mosteiro, e exortando disse:

Sem vós, queridas Irmãs contemplativas, que seria da Igreja e de quantos vivem nas periferias humanas de Madagáscar? Que aconteceria a todos aqueles que trabalham na vanguarda da evangelização e, lá de modo particular, em condições muito precárias, difíceis e, por vezes, perigosas? Todos se apoiam na vossa oração e no dom sempre renovado da vossa vida; um dom, muito precioso aos olhos de Deus, que vos faz participar no mistério da redenção desta terra e das queridas pessoas que nela vivem.

Irmã Maria Madalena da Anunciação, Priora do Convento, dirigiu uma saudação a Francisco na capela, expressou ao Santo Padre a gratidão de todas as coirmãs pelo momento de oração que estavam para viver juntos e um efusivo agradecimento pela “atenção e cuidado” com o qual o Papa “acompanha as monjas de Vida Contemplativa e, em particular, pelos recentes documentos “Vultum Dei Querere” et “Cor Orans”, cujos conteúdos e orientações nos renovam na fidelidade a nossos respectivos carismas e nos abrem à escuta de nossos irmãos e irmãs em humanidade.

É na oração, disse ainda Irmã Maria Madalena, que “haurimos a nossa força e ela é o laço que nos une. E o senhor, Santo Padre, com todas as suas intenções, tem um lugar especial em nossa vida de oração e de amor, no coração da Igreja”.

Irmã Maria Madalena da Anunciação

Fonte: Vatican News