Neste mês de outubro, nossa Província OCDS quer recordar especialmente da importância das Missões, seguindo o exemplo de Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face, Padroeira das Missões.

Não é por acaso que o mês de outubro começa com a Festa de Santa Teresinha, no dia primeiro. Providencialmente, ela foi proclamada Doutora da Igreja no dia mundial das missões (19/10/1997), por São João Paulo II, que se expressou com as seguintes palavras:

“Teresa Martin, Carmelita descalça de Lisieux, desejava ardentemente ser missionária. E foi-o, a ponto de poder ser proclamada Padroeira das Missões. O próprio Jesus lhe mostrou como haveria de viver essa vocação: praticando em plenitude o mandamento do amor, haveria de imergir-se no coração mesmo da missão da Igreja, sustentando os anunciadores do Evangelho com a força misteriosa da oração e da comunhão. Assim, ela realizava quanto é ressaltado pelo Concílio Vaticano II, quando ensina que a Igreja é missionária por sua natureza. Não só aqueles que optam pela vida missionária, mas todos os batizados são de algum modo enviados ad gentes.

Santa Teresinha é apresentada como Doutora da Igreja no dia em que celebramos a Jornada Mundial das Missões. Ela teve o ardente desejo de se consagrar ao anúncio do Evangelho e quereria coroar o seu testemunho com o supremo sacrifício do martírio. Sabe-se também com que intenso empenho pessoal ela sustentou o trabalho apostólico dos Padres missionários Maurício Bellière e Adolfo Roulland, um na África e outro na China. No seu impulso de amor pela evangelização, Teresa só tinha um ideal, como ela mesma diz: “o que Lhe pedimos é para trabalhar pela Sua glória, amá-l’O e fazer com que seja amado» (Carta 220)” (referência: http://www.vatican.va).

Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, Padroeira das Missões, rogai por nós!